O começo de tudo

Não sei dizer quando o tema surgiu dentro de casa. É como se eu e Age sempre soubéssemos que iríamos adotar um filho mesmo antes de conversar sobre isso. Pensamos sim em ter um filho biológico. Na verdade começamos os dois processos em paralelo hehehehe. Mas eis que uma força maior quis que o filho do coração (termo brega, mas totalmente real) viesse primeiro.

O Age tem histórico de adoção na família, isso pra ele é uma coisa normal e que ele muito desejava. Mas eu nunca entendi direito porque queria tanto isso. Porem quando fui contar pra minha mãe que estávamos iniciando o processo, ela disse: “vc está realizando o sonho que eu não consegui realizar. Eu disse: wtf??

Ela me contou que quando eu tinha 5 anos ela quis adotar uma criança. Ele chegou a ficar lá em casa alguns dias, mas meu pai não quis por motivos que minha mãe não lembra ou prefere não deixar muito claro. Ela apenas disse que ele não se interessou. Mas, a criança acabou sendo adotada (ironia) por uma pessoa da família do meu pai. Hoje ele é um rapaz formado e conhece toda a história. Esteve com minha mãe há um tempo atrás e deu uma foto dele com uma linda dedicatória dizendo que ela salvou a vida dele e chamando ela de anjo.

Quando minha mãe contou essa história eu fiquei muito tocada. Eu não me lembrava de nada disso. Pode não ter nada a ver, mas talvez   isso tenha ficado registrado na minha cabeça (ou no coração?) e eu cresci com essa vontade.

De qualquer forma, a primeira coisa foi contar para nossos pais nossa intenção e foi maravilhoso receber o apoio incondicional deles. Uma força positiva que foi muito valiosa na jornada que estávamos para encarar.

Esse foi o começo de tudo.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “O começo de tudo

  1. Oi, Cris. Acabei de começar a ler o blog e já tô chorando. Sempre quis adotar uma criança, mas o Waghner sempre achou que isso só deveria acontecer se não tivessemos um nosso mesmo. Vou mandar o blog pra ele pra ver se ele resolve mudar de idéia. De todo jeito, vcs estão de Parabéns!!
    Vamos ver se conseguimos encontrar da próxima vez que for a SP, dia 19/01.
    Saudades!
    Beijo grande,

    Déia

    • Oi Deia, fico feliz que esteja gostando do blog. Não sei se serve como arma de convencimento hehehehe. Mas tenho certeza que quanto mais claro é o processo mais facil decidir se desejam seguir esse caminho. Vamos nos encontrar sim. Um bj grande pra vc e para o Waghner

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s