Na intimidade do lar

Meus pais sempre foram muito carinhosos comigo e meu irmão. Sempre muito beijo, sempre muito abraço, sempre muitas declarações de amor. Tive a sorte de me casar com um homem muito carinho também e claro que isso seria transmitido naturalmente para Tamires. Mas ela já tinha dois anos, como seria isso? Não saberia ser diferente, reproduzi exatamente o que meus pais foram comigo. Beijinhos na boca e banhos juntos aconteceram logo que ela chegou e quando o Age se sentiu mais confiante começou a agir assim também.

É incrível como para a Tamires isso sempre soou natural. Como se ela só estivesse esperando a gente chegar, lá, prontinha.

Historinhas na hora de dormir é um ritual diário. Ouvir eu te amo, vc é o amor da minha vida, vc é muito importante pra mim já era de praxe desde o início.

Dai um dia estávamos no carro. Um silêncio, todos quietos e em um momento qualquer ela disse: papai. Ele respondeu sem tirar os olhos do volante: oi filha. E então ela disse: te amo!

E foi assim que entendemos que estávamos no caminho certo.

Não é por ser minha filha não, mas hoje ela é a garotinha mais carinhosa que conheço. Os amigos costumam comentar sobre isso e eu digo pra ela que só tenho um arrependimento na vida, não ter trocado o nome dela para mel =)

Anúncios

3 comentários sobre “Na intimidade do lar

  1. Linda história…com bastante detalhes…estamos na fila para adoção, esperando o momento de encontrarmos nossos filhos….e sempre procuro ler sobre as experiencias de que já encontrou os seus….que Deus abençoe sua linda família….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s